Crítica - Star Wars Os Últimos Jedis - Bando de Quadrados


Crítica - Star Wars Os Últimos Jedis


Review - Filme: 22/12/2017


Finalmente pude assistir Star Wars Os Últimos Jedis no cinema, puxa que correria foi essa para me esconder dos spoilers e tudo mais.

 

No contexto geral é um filme muito bom, abriu uma porta para a Lucasfilm reinventar e não acabar com a saga, dando chances de termos mais personagens e vê-los evoluir, assim como aconteceu com Luke Skywalker, que falarei mais no final, mas não foi o Luke que eu esperava, o herói, a lenda, mas nem ele é o que ele esperava, inclusive Mark Hamill disse numa entrevista que o Luke que ele interpretou não era o que ele esperava, logo quando as filmagens terminaram, o que fomentou que talvez teríamos um Luke Sith, mas não... Tivemos um Luke humano, velho, chato, fechado a qualquer mudança... Assim como os “fãs” que tanto criticaram a evolução do personagem.

 

Claro que ainda temos Kylo Ren como um garoto mimado e malvado, mas, assim como seu avô, nos eps 2 e 3, se mostrava mimado, pois tudo deveria acontecer do seu jeito, o lado negro da força é bem presente em sua personalidade, fazendo-o ter qualquer reação inesperada para cumprir seus objetivos.

 

Temos Rey, uma padawan quase sem mestre, balançando entre a luz e a escuridão, com uma tremenda força interior, sendo um grande potencial para mestre jedi, mas ela barganha muito com os lados da força, sendo um personagem muito flutuante e perigoso até.

 

Ainda temos os Porgs que, obviamente, foram colocados no filme para serem os bichinhos fofinhos que vão vender milhões de produtos licenciados.

 

Mas é um filme excelente, muito bem montado, lembrando muito os filmes da primeira trilogia, com referências aos episódios 4, 5 e 6, fiel a serie Star Wars, porém, não é um filme para os fracos de coração, afinal de contas, as pessoas mudam, e os personagens são humanos, ou seja, eles mudam também, e isso é apresentado no longa com maestria, evoluções de personagens, humanização dos deuses Jedis, humanização dos deuses Sith também... Então creio que esse é o caminho a ser seguido para termos uma nova geração de Star Wars, para abranger novos fãs e re-apaixonar os fãs antigos.

 

Mas falando um pouco do Luke Skywalker em particular, identifiquei muito os crentes com ele, pois ele, depois de anos e alguns fatos ruins, se fecha para a força, fazendo com que fique desacreditado dos Jedis e de tudo o que está na órbita de Star Wars. Um mestre Jedi que não acredita mais no que prega? Ou cara que nasceu para ser uma lenda, porém não tem mais fé no que está escrito nos antigos textos do templo Jedi. Muitos de nós somos assim e nem percebemos, assim como Luke não percebeu o que estava fazendo, nós (cristãos) defendemos a bíblia, falamos que é um texto sagrado e tudo mais, porém criticamos as igrejas, criticamos todas as ações dos “novos na fé” achando exagero, ou tendo discursos do tipo: “onde está isso na bíblia?” ou “Isso não faz o menor sentido bíblico” enfatizando que nossa verdade é a verdade universal, esquecendo que existe uma força maior que tudo e que reina sobre tudo!!!

 

Vendo o desenvolvimento da Rey, também consigo identificar comportamento humano básico, afinal de contas a barganha dos cristãos entre a luz e as trevas é muito presente em ações e palavras do tipo “Ai, me desiludi com isso, vou desviar” ou ainda, se eu for até um local onde meus “amigos do mundo” estão e beber com eles será como Paulo falando que tenho que me fazer de louco para ganhar os loucos.

 

Também somos apresentados a um Finn tentando fugir da frota dos Rebeldes, logo após a fuga do exército de Stormtroopers, vemos esse tipo de comportamento muito constante, nas pessoas que dizem “Puxa, a vida com Deus é muito mais difícil que eu imaginei, estou pensando em sair” sempre tentando se desculpar para fazer as antigas atividades sem peso na mente.

 

E assim vai... Enfim, é um grande filme que transiciona da antiga geração de Star Wars para uma nova e promissora geração de Jedis, Siths e Rebeldes. Estou ansioso para ver o que Lucasfilms tem para nós no futuro.




Leia também: Star Wars Os Últimos Jedis Lucasfilm



Tato
"Um dos grandes filmes do ano"






VOCÊ VAI CURTIR ISSO DAQUI:

Review - Filme // 22/12/2017 - 09:05
Crítica - Star Wars Os Últimos Jedis
Um dos grandes filmes do ano
Review - Filme // 21/11/2017 - 10:44
Crítica | A Estrela de Belém
O primeiro natal, de um ponto de vista inusitado
Review - Filme // 16/11/2017 - 07:50
Crítica Liga da Justiça
com estudo teológico e tudo mais hehe





COMENTÁRIOS

Últimas de Review - Filme
Crítica - Star Wars Os Últimos Jedis
Review - Filme // 22/12/2017
Crítica | A Estrela de Belém
Review - Filme // 21/11/2017
Crítica Liga da Justiça
Review - Filme // 16/11/2017
Thor Ragnarok | Crítica sem spoilers
Review - Filme // 26/10/2017
Em Defesa de Cristo - Review sem spoiler
Review - Filme // 14/09/2017






Últimas Noticias