Crítica Liga da Justiça

16/11/2017 | 07:50:43

Essa semana fui assistir o tão aguardado filme da Liga da Justiça, o filme que se passa pouco tempo após a morte de Superman em Batman vs Superman, o mundo se vê em completo caos e terror, afinal de contas, o SALVADOR morreu. Então Bruce Wayne, impulsionado pela restauração de sua fé na humanidade e inspirado pelo ato altruísta do Superman, sai a procura de aliados para enfrentarem uma nova ameaça, ou a maior ameaça que a Terra já viu (até agora).

 

Steppenwolf ou Lobo da Estepe, é um dos maiores inimigos da Liga da Justiça. O personagem foi criado por Jack Kirby e teve sua primeira aparição em Novos Deuses vol.7 #1 (Fevereiro de 1972). Steppenwolf é o irmão mais novo de Heggra e o tio de Uxas (Darkseid) e faz parte da Elite de Darkseid. E está com seu exército de Parademons que se alimentam de medo, em um planeta completamente tomado pela falta de esperança, envolto na escuridão. Pois a real escuridão, não é a certeza que a luz se foi, é a certeza que a luz não voltará.

 

Enfim, Batman, Wonder Woman, Cyborg, Aquaman, Flash e Alfred se juntam para enfrentar o grande e poderoso Lobo da Estepe que tem em mãos O poder, uma junção de três fontes ilimitadas de poder, que juntas tem o poder de criação e destruição nível mundial. O que é chamado de Unity, ou Unidade, a trindade de poder que destruirá a Terra e a tornará como o planeta do Steppenwolf.

 

SPOILER ALERT!!! (Somente neste parágrafo)

 

Com um plot twist incrível e muito bem explicado, Superman volta a vida, mas ele não volta como ele foi, aparentemente, Clark perde um pouco de sua bondade, ou humanidade, como vemos no filme, sempre que morremos, algo em nós é perdido, a mente, a alma, alguma coisa não volta, só depois de alguns acontecimentos, Superman volta realmente a ativa.

 

Um filme de enredo bom, não é um filme de origens, não temos aqueles flashbacks infinitos de como os heróis nasceram, ou qual trauma os levou a serem o que são hoje. Trilha sonora é muito bem feita, nas mãos do grande Danny Elfman que, com maestria, nos guiou por um mar de emoções a cada momento que a música mudava de ambientação. Com uma fotografia boa, não posso dizer que é uma fotografia bonita, pois a Terra está sendo destruída, mas é boa, muitos cenários feitos em CGI? Sim, mas muito bem colocados no filme. Personagens muito bem montados, e nesse ponto eu queria abrir um parênteses e falar que finalmente a DC acertou em criar personagens carismáticos, personagens nos quais podemos nos identificar, como a Marvel sempre fez, um dos grandes pontos positivos desse filme são os personagens.

 

Como um nerd, a DC e a Warner entregou o filme que eu estava esperando, sem filuras, sem frescuras, com ação e humor na medida certa. Única crítica do filme é que ele se resolveu muito rápido, um filme desses deveria ter umas 4 horas de duração (hehe). Mas como um cinéfilo, ele entregou um filme bem feito, com começo, meio e fim, com uma cena que nos faz pensar que vai continuar, mas fechando um arco, isso é muito bom para quem vai assistir. Como cristão, a DC nos entregou uma parábola e tanto, pois as referências bíblicas são infinitas, na morte e ressureição, na falta de fé, no caminho para se achar, no ser parte de um corpo, enfim, várias e várias referências...

 

Batman negando que precisa do Superman e depois o peso do remorso por ter deixado ele morrer é incrível, assim como Pedro que negou Jesus e depois se arrependeu. Cyborg pensando que seus problemas eram os maiores que todos, então Diana o confronta falando sobre a sua vida, quer atitude mais bíblica que isso? Paulo falando nas suas cartas de sua situação, muitas vezes jogado em uma cadeia. Aquaman sempre mantendo uma pose de durão, indestrutível, mas no fundo, se sentindo só, sem ninguém, assim como Elias, que orava a Deus falando que estava sozinho, sem ninguém. Agora, a volta de Clark, completamente violento e mais forte do que nunca, assim como Jesus, quando voltar para acabar com satanás, que não voltará como cordeiro, e sim como Leão, com a fúria divina que acabará com o reinado do mal.

 

Recomendo muito assistir esse filme, mas recomendo muito mais conhecer o Deus criador de tudo que deu inteligência a esse povo que criou esses personagens com nuances bíblicas.


TAGS: Liga da Justiça, DC, Warner



"com estudo teológico e tudo mais hehe"
Tato |


Cometários

Review - Filme - 23/11/2017 - 10:08:52

Review Fé com Pipoca

Tato

Review - Filme - 21/11/2017 - 10:44:05

Crítica | A Estrela de Belém

Tato

Review - Filme - 16/11/2017 - 07:50:43

Crítica Liga da Justiça

Tato

Review - Filme - 26/10/2017 - 10:39:20

Thor Ragnarok | Crítica sem spoilers

Tato

Review - Filme - 14/09/2017 - 11:47:33

Em Defesa de Cristo - Review sem spoiler

Tato

+Veja outros Reviews/Critica

Eventos/Collab - 29/11/2017 - 13:20:15

A Estrela de Belém: Entrevista com Cristina Mel e Convidados


Sofá Nerd - 31/10/2017 - 11:53:28

Halloween ou Reforma Protestante?


Sofá Nerd - 09/10/2017 - 12:35:30

Rick and Morty é do CAPETA?


Eventos/Collab - 03/10/2017 - 07:45:23

Entrevistamos Felipe Folgosi


+Visualizar mais VÍDEOS

 

 
Sobre Conteúdo BdQNews Redes Sociais
Quem é nóis? BdCast  Filmes  Facebook
Fale Conosco Tube²  Séries  Twitter
Eventos / Ministrações Palavra Nérdica  Música  Instagram
Anuncie Os Parças  Livros/HQs  Youtube
  @ParabolasGeek  Internet  Twitter - Mike
Erro no Site?    Tecnologia   Twitter - Tato
   Games    Instagram - Mike
     Eventos  Instagram - Tato
     Entrevistas   
 


{ © 2015 - 2017 } Bando de Quadrados - O mundo nerd sem limites // versão: MARK II

Todas as imagens de filmes, séries e etc são marcas registradas dos seus respectivos proprietários.
Site desenvolvido por BdQ Corp.
Nenhum animal sofreu maltratos durante o desenvolvimento deste site, a não ser o animal do programador.