Bruce Banner e a Fora Interior


Artigo: 17/07/2017



Bruce Banner e a Força Interior

 

Vamos falar de um personagem que é muito conhecido, que sempre é usado de exemplo em pregações, em artigos como este, mas creio que consegui tirar uma lição diferente dos demais artigos escritos sobre o Incrível Hulk e seu alter ego Bruce Banner.

 

Permita-me antes de mais nada apresentar propriamente o personagem Hulk desde seu “nascimento”.

Robert Bruce Banner era o filho do Dr. Brian Banner, um cientista atômico, e sua esposa Rebecca. Embora Rebecca amasse profundamente Bruce, que retribuiu o carinho, Brian odiava o filho. Alcoólatra, Brian Banner foi levado por um ciúme insano por Bruce, por ele ser objeto do amor de Rebecca. Além disso, Brian acreditava que seu trabalho com radiação tinha alterado o seu DNA e lhe deu um filho mutante. Ele finalmente assassinou Rebecca e foi colocado em um hospital psiquiátrico. Bruce, um grande e jovem intelectual, foi criado por sua tia, a senhora Drake, e internalizou sua grande dor e raiva sobre os sofrimentos de sua infância. Bruce mais tarde frequentou a faculdade onde conheceu Tony Stark, com quem iniciou uma grande amizade e também uma rivalidade.

 

Finalmente, como um adulto e um gênio em física nuclear, Bruce passou a trabalhar em um departamento de Defesa dos Estados Unidos, em um centro de pesquisa nuclear na Base do Deserto, no Novo México. Lá ele conhece Thunderbolt Ross, o oficial da Força Aérea no comando da base, e sua filha Betty. Bruce e Betty Ross se apaixonaram um pelo outro. Bruce desenhou e supervisionou a construção da "Bomba Gama" ou "Bomba-G", uma arma nuclear, possuindo alto rendimento de radiação gama.

 

Antes de testar a Bomba Gama, Bruce estava em uma reunião com os militares explicando o que poderia ser tirado de proveito da Bomba Gama, destacando que ela poderia iniciar uma era de paz e harmonia. Porém, o General Ross estava ignorando o que Bruce estava dizendo e queria apenas saber se bomba teria serventia como arma. Enquanto questionava-o, Tony Stark chegou e garantiu que o invento de Bruce estava perfeito, porém que não tinha a potência para ser uma arma. Ross e os outros militares presentes se enfureceram e questionaram Bruce acerca disso. Bruce disse que o seu objetivo não é usar a radiação gama para destruir, mas sim usá-la para curar doenças. Tony caçoou do que Bruce disse, e isso fez os dois iniciarem uma discussão. Mais tarde, em um quarto de um hotel onde Tony está hospedado, ele pediu a Bruce permissão para fazer melhorias na Bomba Gama, o que Bruce não quis. Após terem discutido, Bruce deixa o quarto e Tony, sem Bruce saber, faz algumas alterações na Bomba Gama, que a fariam atingir o potencial para ser uma arma.

 

Enquanto fazia as alterações, Tony havia descoberto que a Bomba Gama, mesmo estando com uma potência menor do que Ross queria, teria capacidade para causar muito mais destruição do que se tivesse em sua potência máxima. Tony também havia descoberto que a bomba não matava, mas sim alterava a biometria e havia mandado as informações em um e-mail para Bruce, porém Bruce ao ver que Tony havia lhe mandado um e-mail, o deletou sem ao menos ler.

 

Bruce estava presente no bunker de instrumentação na unidade de teste para o primeiro teste de detonação subterrânea da Bomba Gama. Observando que um civil violou a segurança e entrou na área de teste limitado, Bruce pede ao colega Igor Starsky para atrasar a contagem regressiva quando ele tentou salvar o civil. Starsky, secretamente um agente soviético, não fez nada, confiante de que Bruce morresse na explosão, e que o projeto seria interrompido. Ao chegar no local de teste, Bruce conhece um adolescente chamado Rick Jones, ele o joga em uma trincheira protetora. Antes de Bruce poder ficar a salvo, a bomba detona e intensas ondas de radiação atingem a superfície. Banner é irradiado com partículas carregadas de alta radioatividade. Devido a um fator genético desconhecido em seu corpo, ele não foi morto pela radiação, que em vez disso fez com que ele frequentemente se transforme no monstro humanóide chamado de Hulk pelos militares.

 

 

Então começa uma das maiores e mais famosas franquias da Marvel, a do Incrível HULK, o monstro verde indestrutível, super forte, que quanto mais irado, mais forte fica, até o ponto de perder o controle e partir um planeta inteiro ao meio.

 

Aqui também é onde começam as palavras que geralmente giram em torno de ceder a nossa carne, ceder a nossa vontade e ter um monstro vivendo em nós, algo como “Não desperte o seu Hulk” ou algo nesse gênero, mas não quero entrar nesse mérito que é algo muito bom, quero te dar uma nova perspectiva para esse personagem.

 

O cenário que temos na vida de Bruce é o seguinte... Bruce, um humano, cientista, inteligente, porém fraco, Hulk, um humanoide nascido da radiação gama que é a pura força bruta. Então temos um ser fraco, que por uma ação exterior intensa, ganha uma força sobrehumana. Isso me lembra algo... “Pois, quando sou fraco é que sou forte (2 Coríntios 12:10)” ou “Diga o fraco: ‘Sou um guerreiro!’ (Joel 3:10)”.

O Espírito Santo de Deus agindo externamente e intensamente em nossas vidas para que possamos ser fortes, mesmo na nossa fraqueza.

 

Creio que agora começariam as perguntas como “Mas o Hulk aparece quando o Bruce fica irado, como podemos comparar isso com o agir de Deus?” E eu respondo da seguinte maneira:
Quando nós desistimos de alguma coisa ou situação e entregamos para Deus, nós estamos em que estado emocional? Felizes e contentes? Alegres e sorridentes? NÃO... Nós estamos irados, bravos, irritados, chateados... Então Deus começa a agir a partir de uma ação nossa na nossa ira?  Puxa, então faz muito sentido Deus “despertar” um Hulk dentro de nós.

 

Então que possamos deixar a radiação gama de Deus entrar nas nossas vidas e agira em nosso ser, criando um Hulk forte o suficiente para ter o mesmo caráter de Jesus!!!




Leia tambm: Hulk Bruce Banner Tato



Tato
"To ficando mais teolgicos hehe"






VOC VAI CURTIR ISSO DAQUI:

Artigo // 31/10/2017 - 10:06
Especial Reforma Protestante
A Igreja e seus reboots...
Artigo // 08/05/2017 - 09:10
Sou apenas um coadjuvante?
Sidekicks as vezes no percebem o quo importante so...
Artigo // 26/06/2017 - 22:13
Especial Harry Potter: A amizade real
Por Clara Beatriz Canha e Las Mendes





COMENTRIOS

Artigos de Tato
O Paradoxo do Navio de Teseu
Artigo // 28/05/2018 - 11:30
O Rei do Show Lutando errado por motivos certos
Artigo // 16/04/2018 - 15:10
Supernatural e o Despertar para uma nova realidade
Artigo // 04/04/2018 - 10:11
Pscoa | Ressurreio um poder muito difcil
Artigo // 31/03/2018 - 11:21
Thanos e a busca pelo poder
Artigo // 28/03/2018 - 10:33






ltimas Noticias